A A

L’Oréal Brasil participa de congresso para compartilhar suas políticas de Diversidade e inclusão

11 de junho de 2018

Congresso Internacional de Compliance reuniu cerca de 600 executivos e especialistas em São Paulo

A L’Oréal Brasil participou do 6º Congresso Internacional de Compliance, em São Paulo, para compartilhar como a Diversidade é um pilar importante  para o seu negócio. Promovido pela organização Legal, Ethics & Compliance (LEC), o evento é o maior da América Latina quando se trata de Compliance (termo que significa “agir de acordo com as regras”, ou seja, quando uma empresa segue as leis e regulamentos em todos os processos), e reuniu cerca de 600 executivos e especialistas sobre o assunto. Para a L’Oréal, promover a diversidade é um ponto relevante, já que as marcas atingem milhares de brasileiros todos os dias por diferentes meios. Renata Sigilião, Gerente de Recursos Humanos, representou a L’Oréal Brasil no congresso e, em sua participação, destacou que a diversidade precisa estar espelhada nos times e atitudes da Companhia: “Para cumprir a nossa missão, precisamos ter equipes com pessoas de diferentes origens, personalidades e gêneros. A diversidade dos talentos individuais fortalece nossa criatividade, nos ajuda a descobrir tendências e estar na vanguarda da inovação”.


Com presença nos cinco continentes, o Grupo L’Oréal tem a diversidade como um dos principais recursos para a estratégia global de alcançar mais de um bilhão de novos consumidores nos próximos anos, principalmente em mercados emergentes. O programa tem uma estratégia orientada para pessoas, buscando os melhores talentos e criando um ambiente inclusivo; com foco no consumidor, para que essa diversidade de desejos esteja presente nos produtos, comunicação e no social.


Diversidade2


Diversidade é essencial para a L’Oréal


Com o Sharing Beauty With All, o compromisso de sustentabilidade do Grupo, a L’Oréal está contribuindo com 14 dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável definidos pelas Nações Unidas, entre eles a promoção da diversidade e inclusão. Quando se fala da diversidade de gênero, por exemplo, a L’Oréal foi a segunda empresa no Brasil a ser certificada pelo Economic Dividends for Gender Equality (EDGE), um dos principais selos de equidade de gênero nas corporações. “Em nosso quadro funcional, temos 58% mulheres e 42% homens. A chegada de nossa atual presidente, An Verhulst-Santos, foi muito emblemática. Ela é a primeira mulher presidente na L’Oréal Brasil – e apenas 8% das empresas no país possuem uma CEO mulher”, destacou Renata Sigilião.


Um dos pontos levantados durante a participação de Renata foram as medidas afirmativas que as empresas adotam para facilitar o processo de inclusão. Ela explica que a Companhia busca manter um equilíbrio de representatividade entre os candidatos nas seleções em todos os níveis, mas destacou o desafio de estabelecer uma política de acompanhamento desses grupos para se desenvolverem profissionalmente. “Esse desafio acompanha o desafio econômico e social do Brasil e temos políticas para aumentar essa inclusão. Temos a sensibilidade de que precisamos representar a sociedade brasileira como um todo, especialmente no que diz respeito a origem social e étnica”, contou.


Para Renata, o seu papel como RH é refletir esse compromisso em todos os processos de contratação. Desde 2015, os times já fazem treinamentos específicos para entenderem as contribuições da diversidade para o negócio da L’Oréal.


Grupo quer ser reconhecido como líder no gerenciamento das diversidades


A ambição da L’Oréal é ser reconhecida como líder mundial no gerenciamento das diversidades. Esta ambição de liderança envolve a participação de todas as subsidiárias. Com um objetivo em comum, ela prioriza a ação para facilitar uma implantação rápida e mundial. Dentre as principais ações, estão: diversificar as fontes de recrutamento para buscar e conquistar talentos que representam uma maior diversidade cultural e social; reduzir as diferenças salariais entre homens e mulheres até que elas desapareçam; Incentivar o surgimento de talentos de mulheres nos níveis mais altos da organização; promover o emprego de pessoas com deficiências, em cumprimento com leis nacionais e indo além delas; tornar os produtos da L’Oréal acessíveis a todos; e praticar uma política de compras responsável, especialmente contra a exclusão.

Publicações relacionadas